Um blog criado a 4 mãos, uma parceria entre irmãs, para comentarmos sobre os livros que lemos, e compartilhar opções de boa leitura.
Escolha um livro, pegue uma xícara de café e venham me desfolhar, sintam-se à vontade.

sexta-feira, 15 de março de 2013

O caso dos dez negrinhos

Título: O caso dos dez negrinhos
Autora: Agatha Christie
Gênero: Romance policial
Editora: Record
Páginas: 378
Ano: 1939











Quem conhece Agatha Christie com certeza já leu "O caso dos dez negrinhos" Para quem não conhece, vale a pena começar por ele!
O livro é um clássico, merecidamente, pois a história é muito bem tramada e prende muito a atenção. Trata-se de 8 pessoas que recebem um convite para um fim de semana em uma ilha, e um casal de criados que deveriam recepcioná-los.
Na mesa de jantar encontra-se dez bonequinhos de porcelana e no alto da lareira o poema infantil "O caso dos dez negrinhos"

"Dez negrinhos vão jantar enquanto não chove;
Um deles se engasgou e então ficaram nove.
Nove negrinhos sem dormir: não é biscoito!
Um deles cai no sono, e então ficaram oito.
Oito negrinhos vão a Devon de charrete;
Um não quis mais voltar, e então ficaram sete.
Sete negrinhos vão rachar lenha, mas eis
Que um deles se corta, e então ficaram seis.
Seis negrinhos de uma colméia fazem brinco;
A um pica uma abelha, e então ficaram cinco.
Cinco negrinhos no foro, a tomar os ares;
Um ali foi julgado, e então ficaram dois pares.
Quatro negrinhos no mar; a um tragou de vez.
O arenque defumado, e então ficaram três.
Três negrinhos passeando no Zoo. E depois?
O urso abraçou um, e então ficaram dois.
Dois negrinhos brincando ao sol, sem medo algum;
Um deles se queimou, e então ficou só um.
Um negrinho aqui está a sós, apenas um;
Ele então se enforcou, e não ficou nenhum."

Ao chegarem, ouvem durante o jantar uma gravação, acusando cada um deles de ter cometido um crime, inclusive os criados. Baseado no poema, um a um, os convidados começam a ser assassinados, na sequência os bonecos de porcelana vão sumindo da mesa.
Quem seria o assassino? Teria uma outra pessoa na ilha? Ou o assassino estaria entre eles? (Parem de desconfiar do mordomo, pessoal!!! )

Quem se interessar pelo livro, procure também pelo título "E não sobrou nenhum..." pois o livro sofreu uma ridícula alteração no nome, em prol dos "politicamente corretos" que nos proíbem de usar a palavra "negrinhos" como se fosse algo ofensivo. A assessoria da editora Globo diz que a mudança foi uma exigência contratual, após a mudança de nome que ocorreu primeiro nos EUA devido ao termo "niggers" lá ter uma conotação mais ofensiva. Se essa troca é válida para eles, bem, para nós não é, negrinhos não é nem um pouco ofensivo ou pejorativo, mas, absurdos à parte, o nome original da obra é "O caso dos dez negrinhos" o que deveria mesmo ser proibido são as alterações em obras alheias.
...Monteiro Lobato que o diga...



4 comentários:

  1. acredita que é um dos títulos dela que ainda não li??? [infelizmente], mas na primeira oportunidade, eu compro \o/

    bj...

    http://torporniilista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale a pena! É mto bom!!
      Bjs
      Obrigada pela visita ;)

      Excluir
  2. ...o mal do politicamente correto =/
    o filme "Identidade" foi levemente inspirado nesta história, embora com um desfecho diferente;
    me deu vontade de ler e ver o filme agora =p

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cria vergonha ow!! Ouço vc dizer q vai ler esse livro há 4 anos... Rs

      Excluir