Escolha um livro, pegue uma xícara de café e venham me desfolhar, sintam-se à vontade.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Contos e crônicas para ler na escola


Título: Contos e crônicas para ler na escola
Autor: Moacyr Scliar
Gênero: Contos e crônicas
Editora: Objetiva
Páginas: 227
Ano: 2011











Sou suspeita pra falar de crônicas, pois adquiri enorme gosto por esse tipo de leitura desde que, aos 15 anos, li  "O gato sou eu" de Fernando Sabino, com seu jeito bem humorado de descrever situações tragicômicas.
Apesar da maneira muito diferente de escrever, os textos de Moacyr neste livro me chamaram muito a atenção. Suas histórias são muito variadas, sem seguir um padrão que costuma caracterizar determinado autor. Em alguns textos ele apenas narra histórias, em outros descreve alguma situação intrigante daquelas que acontece com todo mundo, como aquela velhinha que sempre te ultrapassa em uma caminhada... E você ri enquanto concorda com tudo que o autor diz, pensando alto "-verdade, isso acontece comigo"  em outros textos ele expõe uma opinião sobre determinado tema, e você pode concordar, ou discordar, ou dizer "-eu nunca tinha pensado dessa forma." mas a maneira como ele expõe seu ponto de vista é sempre inteligente e ao mesmo tempo simples, sendo admirável mesmo ao discordarmos.
Em alguns textos ele consegue transmitir muito conteúdo em poucas palavras, mas o que mais me chamou a atenção mesmo foi um texto longo "A copa do mundo é nossa" A história trata de um menino, Dedé, que tinha o sonho de ser jogador de futebol, e o pai orgulhoso que alimentava esse sonho mais do que o filho. O pai veio adoecer enquanto o filho treinava para ser jogador.
Em seus últimos dias de vida Moacyr conta que o amigo sempre perguntava sobre o desempenho do filho em campo, e que ele e os demais amigos, para fazê-lo feliz em seus últimos dias de vida, resolveram inventar que o rapaz havia sido convocado para a seleção brasileira. Porem não contavam com a insistência do amigo em querer ouvir a narração do jogo no hospital. Sem conseguir tirar essa idéia da cabeça do amigo, eles então decidiram narrar o jogo, sim, Moacyr conseguiu através de uma rádio pirata, narrar o jogo para o amigo doente, trocando o nome do Pelé pelo de seu filho Dedé. Para mim a melhor crônica do livro, pois é uma historia de demonstração de carinho e amizade, mais do que isso, ele conseguiu em uma única história unir beleza e humor, onde você ri com a descrição dos fatos, e ao mesmo tempo se emociona com a preocupação dos amigos em proporcionar momentos de alegria ao amigo doente nos seus últimos dias de vida.
Claro que como em todos os livros de contos e crônicas, sempre vai ter um texto ou outro que você vai achar "um saco" rs, mas no contexto geral o livro é ótimo! Vale muito a pena conferir! ;)

4 comentários:

  1. Adoro Moacyr, é um dos meus autores preferidos <3

    http://torporniilista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ultimamente estou muito interessada na leitura de contos e gostei da dica :)

    Estou te seguindo! Se puder me segue tbm?!
    Beijooos
    Bell

    http://contosdoguerreiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pela visita meninas! Estou seguindo vcs tb!
    Já que se interessam por contos e crônicas, indico Fernando Sabino, que tb é ótimo! Tem 3 livros dele aqui no blog; 2 de crônicas e uma biografia, deem uma olhada ;)
    Bjks

    ResponderExcluir